Holanda

A Holanda é uma terra de dois cenários distintos, ambos igualmente atraentes e que já fazem parte do imaginário de quem se prepara para conhecer o país. Definitivamente, o país possui peculiaridades sociais, políticas e geográficas que o diferenciam do resto do continente.

Bastante plano, metade de território holandês está abaixo do nível do mar. Este é o mais densamente povoado país do continente europeu, com uma maior concentração na região entre Roterdã e Amsterdã. Se a primeira abriga um dos mais importantes e históricos portos, a segunda traz belezas e polêmicas que a singularizam no mundo, sendo um dos polos mais atraentes de turistas da Europa.

worldtour-holanda

Com certeza é um dos países que mais desperta a curiosidade dos viajantes: sua imagem é logo associada a ícones visuais como moinhos, tamancos e tulipas; culturais, como Van Gogh, Rembrandt e Anne Frank; ou comportamentais, como a tolerância às drogas e à prostituição, o ciclismo como meio de transporte e a supremacia da liberdade individual e dos direitos humanos.

Apesar do tamanho compacto, a Holanda tem muito a oferecer. Muitos turistas que vão para lá acabam ficando apenas na capital oficial Amsterdã. Apesar dos encantos da cidade liberal e multicultural, o interior do país também tem seu charme e conta com locais incríveis prontos para serem descobertos.

worldtour-holanda-2

O pioneirismo, a liberdade e os canais de Amsterdã

Cidade mais populosa da Holanda, Amsterdã é considerada a capital oficial do país, apesar da sede do governo ficar na vizinha Haia. Famosa pelo consumo liberado (mas controlado) da maconha, a cidade também virou símbolo da igualdade para casais do mesmo sexo ao aprovar o casamento homoafetivo em 2001 e na regulamentação da prostituição.

worldtour-holanda-4

Quem vai hoje a Amsterdã, no entanto, tem muito mais opções de passeios, além do estereótipo de drogas e sexo. A própria característica da cidade já é encantadora: situada abaixo do nível do mar, Amsterdã é toda recortada por canais e pontes. Passear por eles, seja a pé ou dentro dos barcos de turismo, é um programa imperdível.

worldtour-holanda-3

Se o vento que sopra por lá estiver muito frio, escolha um dos diversos museus para entrar e se esquentar. A garotinha judia Anne Frank, famosa pelo seu diário descrevendo a rotina na Holanda ocupada na Segunda Guerra mundial, morava em Amsterdã e o edifício onde ela e sua família se escondia virou um interessante museu. Próximos ao Voldelpark, o pulmão da cidade, ficam o Van Gogh Museum, dedicado ao famoso pintor local, e o Rijksmuseum, que reúne quadros, esculturas, maquetes em um completo acervo sempre atualizado.

worldtour-holanda-5

Os incríveis jardins de tulipas de Keukenhof

Um dos maiores símbolos do país é a tulipa, embora sua origem remonte ao território que hoje corresponde à Turquia. A paixão pelas flores permanece intensa no país, e uma de suas maiores expressões está no Keukenhof, um imenso parque botânico em Lisse, a cerca de 30 quilômetros de Amsterdã.

Red yellow tulip bulb farm with a windmill at the country side

As dezenas de milhares de flores distribuídas em bem cuidados jardins são fascinantes! Porém, o deslumbre é momentâneo: a curtíssima temporada de tulipas normalmente vai apenas de março a maio. Se estiver por lá nesta época, não perca.

Keukenhof Gardens Desktop Background

Os tradicionais moinhos de Kinderdijk

Falando em símbolos nacionais, os moinhos são frequentemente associados à Holanda. O local mais adequado para visitá-los é o Kinderdijk, um canal próximo a Roterdã. No século 18, foram instalados lá 15 moinhos de vento que tinham como função drenar a água do rio Lek e evitar a inundação das plantações e das casas dos agricultores.

worldtour-holanda-8

 

Agora, os moinhos ainda estão em funcionamento, mas exclusivamente para as visitas turísticas. Embora a drenagem continue sendo feita, o processo é hoje realizado por equipamentos tecnológicos. Desde 1997, o Kinderdijk é considerado um Patrimônio da Humanidade pela Unesco.

worldtour-holanda-9

A arte e a justiça de Haia

Também conhecida como Den Haag, Haia é a sede do governo holandês, além de ter uma grande importância no sistema judiciário mundial. É lá que está localizado o famoso Tribunal de Haia, a Corte Internacional de Justiça da Organização das Nações Unidas (ONU). Fundado em 1945, após a Segunda Guerra Mundial, tem como função resolver conflitos jurídicos e emitir pareceres sobre questões apresentadas pela Assembleia Geral das Nações Unidas.

worldtour-holanda-10

Além disso, a cidade conta com importantes museus. O mais importante deles é a casa de Mauricio de Nassau (o mesmo que viveu no Nordeste brasileiro), onde agora há obras-primas de grandes mestres, como Rembrandt. O quadro mais famoso do lugar, no entanto, é a Moça com Brinco de Pérola, de Vermeer.